28.10.08

SEMPRE ETERNO por Paulo de Tarso Jr.

O mundo do qual faço parte ensinou-me que na vida, nada é eterno. Nada é para sempre. Tudo é por enquanto. Tudo se resume a um momento ou uma situação. Às vezes, queremos algo para o restante de nossas vidas, mas este nosso querer, não se realiza. Isso é tão comum. Não há como evitar. O que fazer então? A solução é viver intensamente o hoje. Aproveitar o agora. Deixar com o futuro a obrigação de escrever o restante da sua história. Esse é o problema do ser humano: querer viver do passado, não aproveitar o presente e querer construir o futuro. São tantas coisas que queremos realizar, que, na maioria das vezes, esquecemos quem está ao nosso lado hoje. Quem nos faz sentir bem. Quem nos estimula a viver momentos felizes e maravilhosos. Quem, com um sorriso inocente, nos mostra a simplicidade de viver. A simplicidade de amar e ser amado. E, por incrível que pareça este alguém está diante de nossos olhos e, sei lá por qual motivo, ignoramos ou não damos a devida atenção. É assim a vida.

A nossa maior dificuldade é acreditar nos sentimentos das pessoas. Por que será? Será que nossos amigos ou nossos possíveis amores não merecem nossa confiança? É culpa do medo e da insegurança. Todos nós, sem exceção, queremos ser felizes, mas temos receio que isso aconteça. Somos fracos e insensíveis para perceber que o melhor para nós está ligado àquela pessoa que pouco falava com você. Que mal olhava seus olhos. É assim a vida.

Talvez o nosso medo deva ser creditado a nossa certeza de que nada será eterno para sempre. Mas e daí? O que é eterno? É a forma que você encontrou para fugir da sua realidade. Acredito que é muito melhor e mais prazeroso vivermos intensamente com a pessoa dos nossos sonhos, que está bem ali, a um passo de nós, por pelo menos um mísero segundo, do que deixar nossos sentimentos verdadeiros apodrecerem com o chamado “sempre eterno”.

É este segundinho que quero. É este tempo que vai me deixar feliz e realizado. Agora, passado este segundo, temos que nos esforçar sim, para que ele se prolongue por muito tempo. Devemos sim, “eternizar” o nosso momento ao lado da pessoa amada pelo máximo de tempo, mas não acreditar que o eterno é para sempre, porque o para sempre, sempre acaba. Pense Nisso!!!

27.10.08

AMOR MAIOR por Jota Quest

Eu quero ficar só, mas comigo só eu não consigo
Eu quero ficar junto, mas sozinho só não é possível
É preciso amar direito, um amor de qualquer jeito

Ser amor a qualquer hora, ser amor de corpo inteiro
Amor de dentro pra fora, amor que eu desconheço
Quero um amor maior, amor maior que eu
Quero um amor maior, um amor maior que eu

Eu quero ficar só, mas comigo só eu não consigo
Eu quero ficar junto, mas sozinho só não é possível
É preciso amar direito, um amor de qualquer jeito
Ser amor a qualquer hora, ser amor de corpo inteiro
Amor de dentro pra fora, amor que eu desconheço

Quero um amor maior, amor maior que eu
Quero um amor maior, um amor maior que eu

Então seguirei meu coração até o fim pra saber se é amor
Magoarei mesmo assim mesmo sem querer pra saber se é amor
Eu estarei mais feliz mesmo morrendo de dor
Pra saber se é amor, se é amor

Quero um amor maior, amor maior que eu
Quero um amor maior, um amor maior que eu

video

25.10.08

PALAVRAS E SILÊNCIOS por Zeca Baleiro e Fausto Nilo

Não se move uma montanha
Por um pálido pedido
De alguém que não se ama
Todo ouro está contigo
Para isso há muita chama
No coração do bandido

Mais uma vez o dia chega
Em minha vida
Como uma chama na selva
O sol na cama da relva
A tua boca e a lua
A minha boca e a tua
Vão deixando pela rua
Palavras e silêncios
Que jamais se encontrarão
video

21.10.08

PARA REFLETIR por Paulo de Tarso Jr.

"A vida foi idealizada para se apaixonar e o mundo foi feito para viver esta paixão" (Paulo de Tarso Jr.)

Pense nisso!!!

CARAS COMO EU por Titãs

Caras como eu
Estão ficando raros
Como cabelos ralos
Que se partem e caem pelo chão

Caras como eu
Estão tirando o pé
Andando em marcha-ré
Com medo de entrar na contra-mão

Como trens do interior
Que não chegam no horário
Como velhos elefantes
Que morrem solitários

Caras como eu
Estão ficando chatos
Como solas de sapatos
Que se gastam
Com o passar do tempo

Não vou mais medir o tempo
Não vou mais contar as horas
Vou me entregar no momento
Não vou mais tentar matar o tempo

Como palavras de amor
Que não se guardam em disquetes
Como segredos sem valor
Que a gente nunca esquece

Caras como eu
Estão ficando velhos
Calçando os seus chinelos
Concluindo que não há mais tempo

Não vou mais medir o tempo
Não vou mais contar as horas
Vou me entregar no momento
Não vou mais tentar matar o tempo

video

19.10.08

SEM IDENTIDADE por Paulo de Tarso Jr.

O sol raiou hoje cedo. Trouxe-me esperança de um dia melhor. Apresentou-me o caminho da verdade. Incentivou-me a levantar da cama e ir ao destino proposto. Acendeu o fogo que hibernava em meu coração. Conclusão: não me levantei. Fui fraco. Preguiçoso. Senti-me um derrotado. A derrota aconteceu porque abri os olhos e vi a verdade, mas me conformei com a mentira. Mentira esta, que convivo desde os tempos de criança. No passar pela minha adolescência. No iniciar da vida adulta.

Finalmente levantei-me da cama e fui em direção ao espelho. Vi meu reflexo. Não acreditava que aquele ser fosse eu. Barba por fazer. Olheiras que me deixavam com ar de cansaço. Fui ao banheiro e lavei minha face. Não adiantou. O sentimento mentiroso estava aglutinado em minha mente. Foi assim que aprendi. Observava na TV que mentir era apenas feio, mas não proibido. Talvez se fosse, eu já teria me tornado um santo. Ou um deus. Ou algo semelhante.

Após lavar o rosto, fiquei cara a acara com o meu "maldito"espelho roubado das histórias infantis. Olhei atentamente e percebi que meu valores haviam ficado presos naquele espelho. Quis tocá-los para tê-los de volta. Em vão. A única coisa que consegui foi espedaçar aquele objeto. Conclusão: o ser humano vive em mentiras. Acredita no que vê. Sente o óbvio, mas se esquece do mais importante - sua IDENTIDADE. Pense nisso!!!

E O OSCAR VAI PARA... por Paulo de Tarso Jr.

Imagine o que seria de um jornalista se nada, eu disse absolutamente nada, acontecesse na sociedade? Certamente, ele teria que usar sua criatividade para, desculpe a redundância, criar notícias. Mas, felizmente, vivemos em mundo mutável. Em um ambiente pulsante. O dia de hoje não é idêntico ao de ontem e nunca será igual ao de amanhã. Mas, por que diabos, certos jornalistas ainda insistem em escrever matérias imaginárias? E o pior: como escrevem bem. Tão bem que acreditamos, cegamente, por algum tempo. Estes escritores ainda não aprenderam que o lugar de contar uma ficção qualquer não é na imprensa.


Talvez, se estes homens e mulheres que se intitulam “jornalistas”, adentrassem na esfera dos grandes roteiristas de Hollywood, eles conseguissem ser venerados pela sociedade. Sinceramente, estes contadores de histórias mereciam ser aplaudidos na noite do Oscar. E vou além: mereciam TODAS as estatuetas da Academia, pelos gênios incompreendidos que são. Apenas mereciam. Porém, vale lembrar, que não estamos falando de mega-produções hollywodianas, e sim, de Jornalismo.


Não defendo a tese de que Jornalismo se resume a leads vagos: quês, quandos, porquês, e outras besteiras já condicionadas. No entanto, isso não quer dizer, que a função do jornalista mudou. Ela continua a mesma: informar. Mas informar com qualidade. Com seriedade. Com responsabilidade. O jornalista não pode esquecer que ele tem poder na ponta de seu lápis, na sua voz e na sua imagem. Não é preciso inventar ou plagiar uma notícia para ser O JORNALISTA.


Se o papel do jornalista é noticiar um acontecimento o mais próximo possível da realidade, não entendo o que leva alguns profissionais a romperem com a maldita ética. A abandonarem seus lindos discursos de faculdade. Não entendo o motivo que os leva a venderem sua alma por um irrisório status de mediocridade. Não é assim que se faz Jornalismo. Não é assim.


Desta maneira, para que sejamos jornalistas de sucesso, devemos ignorar decisões que irão atrapalhar nossas noites sono. Temos que buscar a tal da verdade presente nos manuais de redação. É preciso dar sangue por cada informação. É isso que a maldita ética prega. Se seguirmos essa ética, com absoluta certeza, nós estaremos no palco do Teatro Kodak de Hollywood para receber o nosso prêmio: o “OSCAR DE MELHOR JORNALISTA”. Pense nisso!!!

MEU PAI, MINHA VIDA por Paulo de Tarso Jr.

Quando me lembro de você pai, sabe o que vem à minha cabeça? Vem a figura de um HOMEM incrível. Um educador. Um ser divino. Alguém que em qualquer situação, está ao meu lado, me dando forças, enchendo meu coração de amor. Com você, aprendi o sentido da vida. Aprendi ser uma pessoa de bem. Um sujeito que não abaixa a cabeça só porque o peso do mundo parece estar nas costas. Ensinamentos preciosos eu conquistei. Meu pai, minha vida!!!


Nada neste mundo conseguirá nos separar. Somos pai e filho. Somos UM. Vivemos. Convivemos. Amamos-nos. Pai, você é a minha fortaleza. O meu ponto de equilíbrio. O ser que me educou e que continuará me educando para eu atingir o sucesso. Não sei o que seria da minha vida, se você não fizesse parte dela. Sou grato por todos os seus conselhos. Por todas as suas broncas. Por todos os seus carinhos. Por todas as suas atitudes. Meu pai, minha vida!!!


Eu não sou mais uma criança, mas sou seu filho. Não quero ter tudo. Só quero ter VOCÊ. Eu sei que nosso amor não vai se extinguir. Você foi a pessoa que me ensinou a não ter medo do mar. A olhar o Sol e acreditar que o dia que se inicia vai ser melhor que o anterior. A gostar de futebol. A não temer o futuro. A fazer sempre o que o meu coração pedir. Ensinaste-me que o importante é que sejamos sempre nós mesmos, não importando a situação. Isso eu aprendi, porque sigo seus firmes passos. Meu pai, minha vida!!!


Me deste o que todos precisam: AMOR. Se hoje sou verdadeiro em tudo o que faço, é devido a você. Ao seu caráter. Ao seu olhar preocupado comigo. Em todos os momentos que eu precisei, estavas de mãos dadas comigo. Se hoje sou feliz, é porque tive você como professor. Não importa se estivermos perto ou longe, pois sempre seremos UM só. Sempre seremos PAI e FILHO. Sempre seremos amigos. Você mora em meu coração. Você é muito importante pra mim e continuará sendo fundamental na minha caminhada rumo ao sucesso. Você é especial. Deus lhe deu o dom de ser um pai espetacular. Tenho certeza que o meu irmãozinho que vai nascer, não terá o que reclamar de você. Você é demais. Obrigado por você ser este PAI maravilhoso. Te amo muito. Feliz dia dos Pais. Meu pai, minha vida!!!

O HOMEM AINDA NÃO EVOLUIU por Paulo de Tarso Jr.

O ser humano é o animal mais evoluído do planeta Terra? A sua resposta é sim, não é? Mas por quê? O que te levas a pensar que o homem é superior aos outros animais? A maneira de se locomover em duas pernas? O modo de falar? Ou será o de pensar? Certamente, você já ouviu alguém dizer, que o humano assumiu um grau de importância elevado no decorrer da evolução porque é racional, tem a capacidade de pensar, refletir, solucionar problemas. Que mentira. Não acreditas? Preferes aceitar a tese da superioridade evolutiva descrita pela ciência? Não faças isso. Veja a sociedade da qual fazes parte. É perfeita não é? Não é? Claro que não. Está muito longe da perfeição. A “racionalidade” da qual se gabas, já levou a humanidade a duas Guerras Mundiais, a conflitos sem perspectivas de um final feliz no Oriente Médio e muito mais, causando mortes de inocentes, de pessoas que apenas sonhavam em viver em paz. Não é curioso?


A curiosidade é tanta, que a ciência afirma categoricamente a presença de diferenças entre os homens, mas, em nenhum momento, ela afirma que isso seja critério de superioridade e muito menos inferioridade. Contudo, a história faz acreditar que ser diferente, é ser inferior, principalmente se o indivíduo não possuir a “raça pura”. Não estás acreditando? Então, pense no motivo que levou o continente africano à miséria. Pense. A cada dia, as pessoas que lá habitam morrem de fome, servem como cobaias para os experimentos das nações “civilizadas”, “desenvolvidas”, “superiores”, pois são consideradas animais imprestáveis, um bichinho qualquer de estimação. Isso é muito triste. É vergonhoso. É indigno. Mas mesmo assim, o ser humano é RACIONAL. É o ser mais evoluído. Quanta bobagem.


Tens sorte de ser racional. Você pode espalhar para todos que possui o “dom” da racionalidade. Não é legal? Somente a sua espécie pode pensar. Mas pensar em quê? Na cotação do EURO? Na diminuição da dívida externa? Nas viagens presidenciais para o exterior? Interessante. Você pensa em muita coisa importante, mas se esquece de lembrar dos problemas existentes na sociedade (preconceito, miséria, fome, mortalidade infantil, etc.), pelo simples fato, de você ainda não ter passado por isso. Então, para que se preocupar com os outros? O importante para você, é que estas dificuldades não cheguem até a sua vida. É assim que pensas? Se pensares desta maneira, és apenas um pobre coitado.


Por fim, a evolução não pode ser feita de fora para dentro, mas sim, deve ser ao contrário, pois o primeiro passo para o homem se autodenominar evoluído, é aceitar as diferenças, saber conviver com elas e tentar ajudar o próximo a evoluir. Você não pode só pensar em você. Não é devido a sua forma racional de ser, que vais alcançar o ápice do processo evolutivo. O mundo no qual você vive deve mudar a maneira de pensar, não podendo aceitar a lei do mais forte, onde só os fortes sobrevivem, mas sim, aprovar a lei da igualdade, da semelhança, a qual você deve seguir, pois “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza (...)”. Pense nisso!!!



Publicado no suplemento Galera do Jornal O Estado do Maranhão no dia 18/11/2006.

ESTRELAS NÃO SÃO COMETAS por Paulo de Tarso Jr.

Baseado em um poema chamado Cometas e Estrelas de autor desconhecido.

Segundo o Aurélio, um dos mais importantes dicionários de língua portuguesa, as estrelas são astros luminosos e os cometas também, mas com uma luminosidade mais fraca. Isso implica dizer que um cometa é um tipo de estrela, pelo menos para a Astronomia, não é mesmo? Tudo bem. Mas essa concepção vale apenas para a ciência, pois existem diferenças gigantescas entre estes astros, dentro de uma visão humanística. Quer dizer, existem dois tipos de pessoa no mundo: as cometas e as estrelas. Parece loucura acreditar nesta tese, mas na verdade, não é.


Se você parar para pensar, um cometa é passageiro, não é visto freqüentemente, já a estrela, é vista e admirada quase todos os dias por milhares de seres humanos. Mas a função deste texto, não é diferenciar estes astros, e sim, distinguir os tipos de pessoas que os adotam como direção no decorrer da sua existência.


As pessoas cometas, passam pela sua vida e você nem percebe que elas existiram, pois não acrescentaram nada para você. Este tipo de ser, não se prende a ninguém e muito menos se deixa prender. Não cria raízes, nem vínculos. Não passa de um nada. Aparecem da noite para o dia e desaparecem num piscar de olhos. É verdade que alguns cometas são bonitos, causam sensações interessantes, mas no fundo de sua essência, só conseguem proporcionar momentos açucarados, não por serem doces, mas por se dissolverem facilmente com uma simples gota d’água.


Por outro lado, as pessoas estrelas são aquelas que deixam marcas profundas, proporcionam sentimentos verdadeiros. Nunca o abandona. São amigas de verdade. Estão ao seu lado para te proporcionar alegria e êxtase. Não importa as dificuldades. Trazem luz nos momentos escuros. Calor, nas estações frias, congeladas. São vida. Não são passageiras. São como as estrelas postadas no céu, brilham e iluminam cada ser, não se preocupando com a distância. Isso é o de menos.


A amizade verdadeira é algo difícil de encontrar no mundo atual. Ninguém quer pensar no outro. Ninguém quer se responsabilizar pelo outro. As relações sociais não existem. O que existe, é o falso companheirismo, quer dizer, você só encontra “amigos” se estiver no ápice. É neste momento, de mar de rosas, que você encontra sempre alguém para bater em suas costas. Mas amigo não é isso. Não é cometa. É estrela. Você só encontra amigos leais, verdadeiros nos momentos difíceis que a vida lhe proporciona. Aqueles que riam com você na mesa de um bar, na parada de ônibus, na sua própria casa, nem sempre te dão apoio nos momentos necessários. Então, para que servem? Na verdade, não servem para nada. São apenas cometas.


O importante é ser estrela. Não querer ser mais que o outro, mas querer ser reconhecido e lembrado por suas qualidades, por menor que sejam. Ser estrela, atualmente, é uma tarefa árdua, cansativa, mas de vital importância. É um desafio. É uma conquista. Além do mais, é nascer e ter vivido, e não apenas existido. Pense nisso.

Publicado no Suplemento Galera do Jornal O Estado do Maranhão de 21 de outubro de 2006.